Cerveja Artesanal

Tipos de Cerveja Artesanal – Descubra Vários Estilos Diferentes e Aprecie

Falar de Tipos de Cerveja Artesanal está cada vez mais em moda no Brasil, pois a cada dia tem ganho mais espaço com o pessoal que adora apreciar uma cerveja diferente, com estilo e prazer na hora de saborear.

E na verdade o certo é falar de estilos de cerveja artesanal e não de tipos de cerveja artesanal. Pois existe uma diferença grande entre estilos e tipos. Mas esse é um papo para outro artigo.

Não é à toa que Minas Gerais tem se destacado na fabricação de cervejas artesanais no Brasil, tem vários tipos de cervejas artesanal que são produzidos em terras mineiras que já passam em quantidade de outros países com histórico mais antigo na fabricação das artesanais.

Infelizmente, ainda existe um grupo de pessoas no Brasil que preferem beber do mesmo, ou seja, não se dão ao prazer de experimentar uma cerveja artesanal. O que é uma pena, pois não temos muita opção na fabricação industrial brasileira.

E olha que tem grandes especialistas e críticos no Brasil que citam por exemplo: “ a Skol não passa de uma água misturada com milho e com uma pequena porção de cevada”. Críticas à parte, pois o intuito aqui não é abrir um debate.

O intuito desse artigo é poder apresentar alguns tipos de cerveja artesanal que são mais conhecidos, procurando aguçar a sua curiosidade e quem sabe a sua sede para algumas novidades.

Precisa parar de chegar no churrasco da galera com as mesmas latinhas de sempre, você pode não chegar com quantidade, mas chegará com uma qualidade bem maior, e garanto para você que vai dar muito assunto no churrasco, além do seu isopor ser o mais concorrido.

O que vou apresentar não chega a ser um guia os diversos tipos de cerveja artesanal, já pensei em preparar um para vocês, mas primeiro quero ver a aceitação do pessoal pelo tema, e quem sabe preparo um.

Tipos de Cerveja Artesanal mais conhecidos

Essencialmente, as diferenças que encontramos nos tipos de cerveja artesanal estão nos ingredientes e no processo de fabricação, pois qualquer alteração, mínima que seja, altera profundamente o sabor e o estilo da cerveja.

Na última informação que tive acesso, existem perto de 120 tipos de cerveja artesanal, que são fabricados em todo o mundo, fazendo com que os mestres cervejeiros dividissem em três grandes grupos os estilos da cerveja artesanal.

Como existem vários tipos de cerveja artesanal, fica impossível abranger todos num artigo como esse. Quem tiver curiosidade e quiser se aprofundar mais, tem um PDF bem bacana sobre isso. Baixa ele aqui! Está em inglês ok. https://www.bjcp.org/docs/2008_stylebook.pdf

tipos-de-cerveja-artesanal-ale

Família Ale

Esse tipo de cerveja artesanal é considerado bem complexo em sua fabricação, pois exige conhecimento e técnica do mestre cervejeiro para se chegar ao sabor ideal da Cerveja Ale.  Ela é bem encorpada e frutada, e seu processo é de alta fermentação, possui uma variedade de sabores e aromas que enaltece a sua qualidade.

A cerveja Ale trás em suas características alguns outros tipos de cerveja mais conhecidos:

Stout – para quem gosta de cerveja escura, essa é excelente. Esse tipo de cerveja é caracterizado por ter um alto teor alcoólico, por isso cuidado, escolha bem o lugar que vai aprecia-la. Típica do Reino Unido e Irlanda. Ela possui aroma de torrefação, e você vai sentir o gosto do malte torrado logo no primeiro gole.

English Pale Ale – esse tipo de cerveja artesanal é mais popular na Inglaterra. Ela quase não produz espuma no copo, o que alguns brasileiros podem estranhar e até achar que a cerveja esteja com algum problema ou sem gelo, mas o normal dela é assim, não há nada de errado com isso. O que acontece é que ela é produzida com pouco gás carbônico, alterando o seu nível de carbonatação. Ela tem um sabor amargo e sua qualidade é sentida logo no primeiro gole.

Trapista – esse tipo de cerveja é difícil de ser encontrada em terras brasileiras. E acredite ou não, ela é produzida por Monges Trapistas. Para você ter uma ideia do que é esse tipo de cerveja, em 1997 foi criada a International Trappist Association, em que apenas oito mosteiros estão autorizados a usar a marca com o selo de autenticidade Trapista, garantindo que a sua fabricação seja dentro dos muros do mosteiro e com a supervisão dos monges. Ela é cara e difícil de ser encontrada, mas vale o preço pela exclusividade. Eu gosto muito do lado histórico dessa cerveja.

tipos-de-cerveja-artesanal-lager

Família Lager

Esses tipos de cerveja artesanal são mais conhecidos e consumidos no mundo por ser mais leve comparado aos outros grupos de cerveja. Ela tem um processo de fabricação mais prático e teor alcoólico mais baixo, e produzem aquele colarinho que todo brasileiro gosta. São cervejas de baixa fermentação.

São as mais consumidas e respondem por quase 99% das vendas de cerveja no Brasil. Povo gosta de ficar na mesmice. Ela também possui seus estilos, e alguns são conhecidos aqui no Brasil.

Pilsen – possui características bem claras e é considerada uma das mais saborosas. Gera uma espuma bem atraente e tem um sabor mais amargo, é bem utilizada nos bares da cidade.

American Lager – essa aqui a grande maioria consome e nem sabia que tinha esse nome em sua origem. Ela é conhecida como Pilsen mas é mais fraca que as originais do nome. Elas possuem um sabor menos acentuado, são mais aguadas, sua espuma é mais clara e seu aroma quase não aparece. Vou citar alguns nomes para ver se você identifica: Brahma, Skol, Antártica, entre outras. Reconheceu?

Schwarbier – é a cerveja preta dentro desse estilo. Ela é mais suave mas possui sabores e aromas bem interessantes a partir de maltes torrados. Alguns podem não gostar, pois ela apresenta aroma de torrefação que lembra chocolate, café e cacau.

Bock – termo mais conhecidas do público brasileiro. Possui tom avermelhado e também escuro. Seus aromas são geralmente maltados. Encorpadas e de bom paladar.

tipos-de-cerveja-artesanal-lambic

Família Lambic

Esse tipo de cerveja artesanal é bem precioso. Queria usar outra palavra, mas não achei melhor para defini-la. Você já vai entender. Ela é fabricada na Bélgica em Bruxelas, e seu processo é considerado único entre os profissionais da cerveja artesanal, por se utilizar de fermentação espontânea. Sabe o que significa? Vou explicar.

Os fabricantes sujeitam seus tanques de fermentação a flora da região, por conter micro-organismos especiais que ajudam o açúcar a se transformar em álcool de forma exclusiva em conjunto com o mosto. Eles ainda usam algumas frutas da região para apurar o paladar. Ela lembra um vinho espumante.

Claro que não é um processo simples, e para falar a verdade ele demora bastante. Em função disso o preço desse tipo de cerveja artesanal é alto e não se encontra aqui em terras brasileiras. Pena! Em contrapartida, você já deve imaginar o sabor que tem essa cerveja! Quem já provou disse que o sabor é único e que nunca provou nada igual. Só de falar começo a imaginar e a salivar.

Como devemos tomar a cerveja artesanal

Alguns podem achar que é exagero, mas para degustarmos bem uma cerveja considerada especial, devemos ter um copo adequado para isso.

Alguns tipos de cerveja pedem estilos de copos diferentes, que possam depositar no fundo alguns elementos importantes, outros com uma boca maior para acentuar o aroma e sabor.

E sempre fevemos nos atentar para o que esta escrito no rótulo, com a indicação da temperatura certa para o consumo, pois para o nosso gosto de quem mora num país tropical, o normal é queremos toma-la o mais gelada possível, e nem sempre isso é o mais aconselhado, pois pode afetar o sabor.

E convenhamos, você investiu um tempo na pesquisa de uma cerveja considerada especial, tomou todos os cuidados na escolha, agora vai estragar um momento mágico do seu paladar só para toma-la estupidamente gelada?

Qual o melhor estilo?

Difícil dizer qual é o melhor estilo ou tipos de cerveja artesanal na preferência do brasileiro, mas a intenção não é votar na melhor e sim apresentar diversas opções para você experimentar.

Saia do comum, nem sempre o que é mais popular e acessível é que vai lhe trazer a melhor experiencia. Escrevo isso, pois entendo que quem está lendo esse artigo gosta de cerveja artesanal. E vem buscando conhecimento para saborear algo diferente e que lhe agrade.

Se você é iniciante e pretende começar a estudar sobre cerveja, recomendo alguns livros que o ajudarão a entrar nesse mundo da forma correta:

Larousse da Cerveja (Ronaldo Morado)

larousse-da-cerveja

A Mesa do Mestre Cervejeiro (Garret Oliver)

a-mesa-do-mestre-cervejeiro

 

 

 

 

 

 

 

 

Espero que tenha gostado desse artigo, se sim compartilhe com seus amigos que também gostam de cerveja artesanal, creio que eles também vão gostar de conhecer os diversos estilos e tipos de cerveja artesanal que tem no mercado.

Vou deixar um vídeo que trata exclusivamente sobre os estilos e tipos de cerveja artesanal para você conhecer melhor. Apreci com moderação.


Nos vemos no próximo artigo.

Summary
Review Date
Reviewed Item
Tipos de Cerveja Artesanal
Author Rating
51star1star1star1star1star

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.
Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.